PROCURANDO ALGO?

Quanto custa uma pinça?

Data: 13 de maio de 2013
Autor: KAKOI

Há poucos dias passei um aperto pela falta de atenção no uso da tecnologia.  Sou do tempo da máquina fotográfica com rolo de filme. Então, para me adaptar a nova tecnologia e dar maior agilidade ao trabalho, meu computador possui entrada de alguns cartões de memória, com facilidade descarrego todas as fotos da máquina somente conectando o cartão com as imagens no notebook.

Até aí tudo bem, o duro é um sujeito atual (que deve estar adaptado aos dias de hoje de ser multi-tarefas), manter em sua essência a distração como algo pertencente ao seu dia a dia. Muitas vezes dá trabalho, mas garante boas risadas de si mesmo ao fim do dia.

Desta vez a minha distração me ajudou a tornar mais claro, e a importância de conhecer o cenário e mercado que a sua empresa está inserido.
Indo mais direto ao ponto, eu havia batido algumas fotos e queria descarregar o cartão de memória da máquina em meu note. Até aí tudo bem, tarefa fácil que qualquer criança já nasce sabendo fazer. O problema é que em minha distração, coloquei o cartão de memória no slot (local para conectar o cartão de memória, parece com o local no Atari – pré-histórico videogame – em que colocávamos o cartucho de jogos) errado da máquina.

E agora, como consigo retirar o cartão de memória sem a real necessidade de desmontar o meu computador? Tentei com a unha, clips, tampa da minha caneta BIC e nada. Até que me veio a mente um instrumento que as mulheres conhecem muito bem: a pinça (utilizada por elas para retirar pêlos indesejados).
Ok, mas eu não tenho uma pinça, e agora? Opa, o meu escritório é ao lado do mercado (pensei) e fui lá eu na empreitada de comprar uma pinça. Tarefa cumprida, e de pinça na mão prestes a remover o cartão de memória do slot errado quando minha amiga me faz uma afirmação:

Amiga:  “O valor da pinça é barato né?”
E eu respondi : “Sim, muito barato, paguei R$ 3,60 nessa aqui.”
Na seqüência e em coro minha amiga e a outra amiga respondem juntas: “mas uma pinça na farmácia custa R$ 0,50!!!”

Ora, pois, porque eu paguei R$ 3,60 em uma pinça em que a grande maioria das mulheres pagaria no máximo R$ 0,50? A resposta é simples, eu não estava inserido no mercado de pinças, ou melhor, não sou o público alvo e nem acompanho esse mercado.
Isso é entender e conhecer o mercado e o mesmo ocorre com qualquer mercado. Como saber se um serviço ou produto está cara ou barata se eu nem sei quanto é que o mercado paga por esse produto? Se eu estou inserido no mercado são grandes as chances de saber precificar as empresas e principalmente seus produtos e serviços. Pense nisso, ou você paga esse mico de não saber se pagou caro ou não pela pinça, ou melhor, pela produto que você comprou?

Comentários Facebook