7 dicas essenciais para vender serviços ou produtos na web

Ouça esse conteúdo

Com a pandemia não tem mais novidade e nem segredo para ninguém:
O comércio eletrônico, ou o agora popular e-commerce, veio para ficar e quem quiser se consolidar nesse meio precisa seguir algumas dicas essenciais (para não dizer básicas).

O grau de penetração da internet brasileira já passa de 150 milhões de pessoas, as vendas via internet subiram 73% somente no último ano, além disso, o ticket médio das compras online quase dobrou.

Se há uma incerteza no mercado econômico, com relação aos meios digitais há certezas:
– as vendas online irão aumentar.
– a logística vai empregar 21% mais pessoas nos próximos dois anos do que atualmente
– para sobreviver, sua presença digital precisa estar impecável, a do seu concorrente certamente estará.

– Ok, Ediney já entendi, mas você pode, por favor, dar as tais dicas essenciais de uma vez?
– Sim, eu posso! Segue o fio.

 

landing1. Um bom site, um excelente e-commerce
 Pensa assim: só até 2015 havia algo próximo de 1 bilhão de sites no mundo, esse número, apenas 5 anos depois é de quase 4 bilhões. E aí, como se diferenciar? Como fazer com que a comunidade online entenda a sua empresa como séria, honesta, e com produtos que realmente vão ao encontro dos anseios do consumidor.

👉🏻  Dica 1 – Conheça a Farol do E-commerce 

seo2. Tenha métricas de acompanhamento
O Google Analytics é um grande aliado para quem empreende na internet, além disso, é totalmente gratuito. Com ele, é possível saber quantas pessoas estão na sua loja, qual foi o fluxo de usuários em um determinado período e que produtos foram os mais procurados, além de muitos outros levantamentos. Claro, não é o único, as ferramentas como Whatsapp Business, Facebook Insights, entre outros também mostram como as pessoas chegam até você e como. isso pode te ajudar a tomar decisões estratégicas.

👉🏻  Dica 2 – Aprenda como o Google Analytics pode te ajudar

lupa3. Faça Anúncios Online
Google Ads, Facebook Ads, Linkedin Ads, Waze, enfim, Com  anúncios online você pode apresentar seu produto para quem de fato busca o seu produto. Aposte em anúncios assertivos, com páginas próprias, por exemplo, se for anunciar geladeiras azuis, crie uma página destino somente com geladeiras azuis e suas características, assim, o consumidor terá mais detalhes sobre o produto, não cria dúvidas na sua decisão de compra.

👉🏻  Dica 3 – Baixe o e-book Prova Social

social4. Redes Sociais não são optativas
Não, não interessa se você não gosta de redes sociais. Você precisa estar lá. Aliás, diz um antigo mantra, você já está lá, talvez não saiba disso, mas sim, sua marca, sua empresa já estão sendo comentadas nas redes sociais. Então, use as datas comemorativas, adéque seu conteúdo para novos players, como o TikTok, faça interação, enfim. Esteja presente nas redes sociais e mostre seus produtos através de uma conversa.

👉🏻  Dica 4 – Faça um curso de Redes Sociais

publicidade5. Anuncie nas velhas mídias
A internet não acabou com as outras mídias – até por isso, fenômenos como a postagem em redes sociais motivadas por programas de TV, por exemplo, existem. Portanto, investir em publicidade em outras mídias pode ser um bom negócio. O jornal do bairro, o papel de um restaurante, o ponto de ônibus, enfim, depende da verba do empreendedor, o custo-benefício pode ser interessante, vale a avaliação de cada caso.

👉🏻  Dica 5 – Baixe o e-book sobre Vaidade e Comunicação

sites6. Facilite “a vida” do seu comprador
Um dos obstáculos à compra pela internet é o valor do frete, tenha isso em mente quando for formular o preço de um produto. Para quebrar essa objeção, ofereça a possibilidade, por exemplo,  de o cliente retirar o que comprou na loja, também pode-se oferecer “frete grátis” com compras acima de um determinado valor. Grandes players do varejo tem todo o cuidado com o frete. Siga os grandes e determine como será o seu jogo, isso pode determinar se você venderá ou não algo.

👉🏻  Dica 6 – As pessoas preferem pagar R$30 com frete grátis do que R$ 20 com R$10 de frete.

projetos7. Aposte em diversas formas de pagamento
No Brasil, normalmente as compras online são efetuadas com cartões de crédito ou boleto. Nem todas oferecem, por exemplo, o pagamento na função debito do cartão – algo muito útil para quem quer pagar pelo que comprou no ato e não tem tempo para os boletos. Oferecer o máximo possível de formas de pagamento é muito útil por respeitar o hábito de compra do consumidor, PICPAY, PIX, AME,enfim, vale a pena e, de novo, ajuda o comprador a acabar com dúvidas na hora da compra.

👉🏻  Dica 7 – Se inscreva para receber as newsletter da KAKOI

Compartilhe este post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest