PROCURANDO ALGO?

Dilma, Aécio e Marina nas Redes Sociais no último final de semana de agosto

candidatos_brasilComo há alguns dias atrás, foram analisadas as redes sociais das três principais forças que concorrem ao cargo de presidente (ou presidenta) do Brasil.  Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) seguem firmes  na corrida pela Presidência da República do Brasil e eles (e suas equipes de campanha) sabem muito bem que as redes sociais podem ser a chave para uma arrancada fenomenal ou para uma estagnação mortífera.

Que tal uma nova análise? Agora, Marina Silva já está entrou de cabeça na campanha e  literalmente embaralhou o cenário político.

A kakoi Comunicação analisou, desta vez, o período que vai do dia 30 de agosto (sábado) até segunda-feira, 09 horas da manhã.  Vamos descobrir como estão as três forças políticas que seguem rumo ao Planalto no ponto de vista das redes sociais.

Como da outra oportunidade, foram analisados detalhes como aparência das redes, como está a interatividade, quais são as propostas e as linhas que seguem os candidatos, número de seguidores e outros dados que podem nos fornecer um termômetro de como anda a “guerra” pelo voto e pela confiança dos internautas.

Período Analisado: Dias 30 e 31 de agosto (inteiros) e 01 de setembro, até 09 horas da manhã.

Dilma_FaceDilma Rousseff (PT)
Facebook (1.004.580 curtidas contra 940.896 em 21 de agosto, crescimento de 6,3% no período)

Segue com um visual limpo, mas com uma foto de capa sem nenhuma arte preparada em que ela aparece lado a lado com o ex-presidente Lula. O vermelho segue um pouco omitido e  o amarelo está mais presente no período analisado.

Segue a interatividade igual, com a maioria das mensagens dos internautas respondida pela equipe de social media.

Nas postagens, Dilma acaba mostrando novos projetos (como para a saúde indígena), apresenta números do Governo Federal (como o que foi investido no Estado de São Paulo) e mostra os eventos em que participou.

Muito boa a ideia de fazer o Resumo da Semana da Dilma (entre 24 e 30 de agosto), usando o Flipboard, o que possibilita aos eleitores acompanhar o que foi feito pela candidata nos últimos dias

Porém, nessa semana, o perfil do Face de Dilma acabou atacando por duas vezes a candidata Marina Silva – uma delas, levantou dúvida sobre o posicionamento da candidata opositora – o que destoou do restante do material postado.  No período analisado anteriormente, a página não havia atacado diretamente nenhum candidato opositor.

No final de semana analisado a página publicou 24 vezes.

dilmaOutras redes sociais
– No Twitter, ela é seguida por 2,74 milhões de perfis (contra 2,71 milhões do período anterior) e postou por sete vezes, a replicando basicamente o que é postado via Face;
– No Instagram, Dilma tem 3.521 seguidores e postou por 11 vezes no período analisado – grande parte fotos dos eventos em que participou;
– No Google+, a candidata possui 11.474 seguidores e postou por 24 oportunidades. A única postagem que difere do Facebook é uma em que fala sobre o Viaja Brasil da Embratur, aludindo ao fotógrafo russo Murad Osmann que veio e fez algumas fotos do Brasil;
– No Youtube, com 2.415 seguidores, foram nove vídeos entre material de campanha para a TV e passagens do encontro dela com prefeitos em Jales, São Paulo.

Veredito da equipe de Social Media da kakoi
A Social Media da kakoi,  Soraya Renfro, afirma que as redes de Dilma estão bem cuidadas.

“Já estão com o Google+ na campanha, e isso é muito bom. Uma evolução, pois não estavam antes.  No Facebook, o social media está respondendo tudo e não há perguntas sem resposta. Também acho que a  pagina consegue aliar estilos de postagens diferentes sem um atropelar o outro:  desde uma arte com números do Governo Federal até apoio contra  o racismo que aconteceu em um jogo de futebol, a página mostra variedade no repertório.” explica Soraya.

Apenas as postagens contra a candidata Marina Silva destoaram para Soraya, pois a social media entende que a mensagem fugiu da linha que a página seguia. “Mesmo assim, se não desviar dessa rota e seguir o que estão fazendo, as redes da candidata do PT podem alavancar mais ainda a campanha. Agora com o Google+ então, melhor ainda para a campanha da Dilma” explica Soraya.

Aecio_FaceAécio Neves (PSDB)
Facebook (1.238.360 curtidas contra 1.169.877 em 21 de agosto, crescimento de 5,5% no período)

A equipe de Aécio mudou a foto do perfil e usou, no período analisado, uma imagem de uma das muitas caminhadas realizadas pelo candidato com uma pequena arte com o nome e número do candidato na parte superior, o que não atrapalha a visualização. O visual ficou bem menos poluído do que analisamos anteriormente.

O social media responde tudo, o que é bom e é uma vantagem para  o candidato. As postagens priorizaram no período analisado, a divulgação de vídeos de campanha e a participação do candidato em eventos sociais, este último item gerou muita repercussão e engajamento nas redes.

Membros da classe artística, intelectual e desportista dando depoimentos acabaram gerando ganhos na imagem do candidato. Só o depoimento do ex-jogador de vôlei Giovane gerou 4.633 compartilhamentos e obteve quase 28 mil likes.

No final de semana analisado a página publicou 25 vezes.

aecioOutras redes sociais
– No Twitter, o candidato possui 75,6 mil seguidores (contra 68 mil do período anterior) e publicou 22 vezes. Basicamente replicou o conteúdo do Facebook a não ser quando falou da inflação e câmbio;
– No Google+ possui 76.091 seguidores e publicou por 23 oportunidades, todas via Facebook;
-No Instagram, o candidato possui 51.704 seguidores e postou por dez vezes, grande parte dos eventos em que participou, como o Futebol Com Amigos;
– No Youtube conta com 1.086 seguidores e disparou 14 vídeos, a maioria da campanha de TV.

 Veredito da equipe de Social Media da kakoi
Sobre Aécio Neves, Soraya Renfro entende que ele segue transmitindo simpatia nas redes sociais, o que é muito bom.

“Estar ao lado de personalidades de meios influentes é muito bom ganha boa visibilidade.  A equipe de social media manteve  o trabalho e agradecem cada comentário postado” enaltece Soraya.

O candidato acabou crescendo um pouco menos no Face do que Dilma no período (pouco mais de 5% contra aproximadamente 6% da petista), porém bem menos que Marina Silva, que arrancou 23,23%.

Soraya, no entendo, entende que Aécio não precisa se preocupar com Marina no tocante redes sociais. “Como nas pesquisas Aécio aparece em terceiro, ele precisará aumentar um pouco mais o ritmo de postagens. O trabalho é bem feito pelo candidato do PSDB e a falta de interatividade da candidata Marina Silva nas redes sociais, que veremos logo mais, pode acabar equilibrando as coisas” explicou Soraya.

Marina_FaceMarina Silva (PSB)
Facebook (1.596.471 curtidas contra 1.225.531 curtidas em 21 de agosto, crescimento de 23,23% no período)

Marina Silva é a candidata que não mudou a sua aparência dentro do Facebook – manteve a famosa frase de Eduardo Campos “Não Vamos Desistir do Brasil” na foto principal da página com a candidata, que foi registrada durante um discurso, e com a mesma foto do perfil de antes.

O visual limpo acaba se refletindo um pouco no que foi publicado. Não conseguiram decolar em número de postagens (foram 16 no período analisado, bem menos que seus concorrentes) assim como na qualidade do que é repassado ao público.

Em duas oportunidades, por exemplo, acontece uma retificação do que fora publicado no Plano de Governo e a postagem mais recente analisada aparece uma acusação de ataques cibernéticos em seu site. As erratas foram corretamente divulgadas pela equipe de social media, mas no cômputo geral, esses “incêndios” apagados refletem a pressa em colocar a campanha nos trilhos.  Na pressa acontecem os erros,  e mesmo o Face divulgando as erratas, o estrago está feito – e ele piora quando não há interatividade por parte da página para explicar o tema.

Porém, há o apoio de Caetano Veloso em carta aberta – que foi compartilhada pela página da candidata – e links para acompanhar ao vivo alguns eventos de Marina, o que é um ponto positivo na questão de interatividade.

No final de semana analisado a página publicou 25 vezes.

marinaOutras redes sociais
– No Twitter, é seguida por 935 mil perfis (contra 905 mil anteriormente) e postou por 25 oportunidades, sendo a maioria no dia 30, sábado, durante o encontro dom a Juventude Rio;
– No Instagram, Marina Silva postou por cinco vezes nestes dias (maioria no sábado, novamente) e possui 30.708 seguidores;
– No Youtube, são 8.582 inscritos e foram quatro postagens nesses dias analisados, metade da caminhada da Rocinha;
– Não possui Google +

Veredito da equipe de Social Media da kakoi
Este fator surpresa da candidatura de Marina passou a angariar muitos seguidores, tanto que foi a candidata que mais cresceu no período,  porém as postagens deixaram realmente um pouco a desejar.

“Tudo bem postar no Face algum equívoco oficial do programa de governo, que foram em duas oportunidades aqui. Na verdade, essa também é a função dos profissionais de social media, que não estão isentos de culpa alguma pelo conteúdo que lhes é repassado. Mais do que certo. Agora, eu não percebo nenhuma interação dentro página. Parece que eles apenas jogam a notícia lá e fim de papo.  É preciso entender que o público percebe a campanha como um todo” aponta Soraya.

A social media da kakoi ainda sente falta do Google + para a candidata, algo danoso na visão de Soraya. “A candidata perde muito em exposição na internet enquanto os seus adversários seguem usando o G+ para divulgar suas ideias e até possíveis ataques” explica.

Conclusão
Olhando os números e as posturas adotadas pelos candidatos na web, podemos apontar que Dilma e Aécio estão equilibrados no uso de todas as redes, com vantagem para a candidata petista no crescimento de seguidores no Face. Equilíbrio este no número de postagens, na interação da equipe de social media e na dosagem de temas usados em cada publicação.

Nossas ferramentas apontam também uma forte vinculação das redes, os chamados ativistas virtuais atuando na campanha de Dilma. Isso é bom para a candidata pois consegue alavancar, com facilidade, por exemplo, um TT do Twitter.

Marina Silva, mesmo com o crescimento alcançado, ainda não encontrou uma fórmula adequada para as redes (ignora o Google+ e faz quase nenhuma interação nas outras redes, por exemplo) e, com o dia da eleição se aproximando cada vez mais, a candidata precisaria agir de uma maneira diferente para não perder o número conquistado.

Comentários Facebook

Por Aroldo Glomb Jr.
em dentro de:
Boas Práticas, Internet, redes sociais