PROCURANDO ALGO?

E a vida de Steve Jobs, pai da modernidade tecnolóciga, na grande tela

Um herói não só da tecnologia e da comunicação, mas de todo mundo. De uma forma ou de outra, Steve Jobs ainda é considerado O CARA por inúmeros fatores: era inventivo, inteligente, avançado para a sua época, tinha pulso firme e sabia onde queria chegar! E uma boa oportunidade para ver um pouco mais sobre a vida e a obra deste gênio é é ir aos cinemas ver Jobs, filme baseado biografia do executivo norte-americano criador da Apple foi muito bem contada.

A vida de Jobs como ela é contada na biografia autorizada escrita por Walter Isaacson inspirou algumas cenas do filme, apesar de que o filme também tem a pretensão entreter a plateia, e não apenas mostrar algo documental.

Veja mais sobre o filme clicando aqui

O filme (que ainda não vi, apenas li resenhas e críticas) mostra um Jobs  menos conflituoso do que muitos imaginam – com ataques de raiva durante a execução de seus projetos, etc – e foi  dirigido por Joshua Michael Stern (diretor ainda não tão famoso que fez, por exemplo, Promessas de um Cara de Pau).

Talvez pelo tempo do filme (mostrar uma vida em uma película apenas é impossível, ainda mais de Jobs), a  volta de Jobs à Apple , em 1997, tenha sido mostrada de maneira rápida demais (na vida real, levou 12 anos)  e nesse meio tempo criou a fabricante de computadores Next. Ela é citada de relance e foi comprada pela Apple em 1996.

E o filme é um deleite para os amantes do iPhone (criado em 2007, um divisor de águas dentre os smartphones), o  iPad (de 2010, inaugurando a era dos tablets) e por aí vai.

O criador da tecnologia moderna  nos cinemas, um oportunidade e tanto para ver um pouquinho mais da vida – e da obra  – de Jobs.

Curiosidades sobre Jobs
– O ator Ashton Kutcher decidiu seguir a mesma dieta, à base de frutas, de Steve Jobs e acabou sendo hospitalizado poucos dias antes das filmagens.

– Ashton Kutcher não foi escolhido para o filme apenas por sua semelhança com Steve Jobs. Ele também é apaixonado por tecnologia e foi o primeiro a conseguir um milhão de seguidores no Twitter. Além disso, Kutcher adquiriu ações de empresas como Skype, Spotify e Airbnb antes mesmo do sucesso comercial.

-Casa da infância: Algumas cenas foram rodadas em São Francisco, na casa onde Steve Jobs passou sua infância. No entanto, grande parte das filmagens foram realizadas em Los Angeles.

– Nolan Bushnell, fundador da empresa de produtos eletrônicos Atari, faz uma ponta na cena em que Steve Jobs revela a publicidade da Apple em 1984.

– O trailer de Jobs foi o primeiro divulgado na rede social de fotos Instagram.

– Originalmente, o título do longa-metragem seria jOBS, seguindo o padrão dos produtos da Apple, e seria acompanhado do subtítulo “Get inspired”.

Steve Wozniak, cofundador da Apple, já revelou que a trama de Jobs não corresponde à realidade. Por isso, ele está trabalhando como consultor em outro filme sobre Steve Jobs, em que Aaron Sorkin (A Rede Social) assina a adaptação da biografia escrita por Walter Isaacson.

Comentários Facebook

 

VOLTAR

Por Aroldo Glomb Jr.
em dentro de:
Comunicação