PROCURANDO ALGO?

Pinterest agora quer transformar a audiência em $$$$

pinterestO Pinterest é uma rede social de conteúdo visual – com usuários usando o app para ver imagens que inspirem suas festas, casas, etc… Sabia que todos os dias a rede recebe 14 milhões de novos links (os pins, ou alfinetes) e já passou de 50 bilhões de pins na biblioteca da rede social?  Outro detalhe é que todo o conteúdo passou pela escolha de uma pessoa e não de um algoritmo – sabia disso?

 

Agora a virada de jogo: Há três anos que o Pinterest só perde para o Instagram em termos de aumento do número de usuários em todo o mundo. Neste período, foi o que apresentou o maior ritmo de crescimento no Brasil com aproximadamente 15% dos usuários de internet brasileiros uti­lizando o Pinterest — sete vezes mais do que em 2012 —, algo bem pertinho do LinkedIn (18%) na avaliação da consultoria GlobalWebIndex.

Isso tudo representa sabe  o que? Grana!  A estimativa elevada de seu valor de mercado já bate na casa dos 11 bilhões de dólares mesmo sendo o mais baixo na comparação com as demais redes sociais:
– Facebook é 256 bilhões de dólares;
– Instagram 35 bilhões;
– LinkedIn chega aos 24 bilhões de doletas e
– Twitter 16 bilhões.

Claro que o Pinterest é a única das grandes redes sociais que ainda não provou ter um modelo de negócios sustentável mas isso pode mudar logo logo: O site começou a vender anúncios somente no ano passado e apenas nos Estados Unidos.}

A estimativa da empresa de investimentos americana Wedbush Securities é que deva chegar a 500 milhões de dólares em 2016, menos de um quinto da previsão para o Twitter. A estratégia global do Pinterest tem sido atrair cada vez mais empresas, especialmente varejistas que vendem produtos relacionados às suas categorias mais populares, como decoração, moda e saúde.

E quem vai se dar bem?
Quem estiver no ramo das vestimentas e decoração, basicamente, mas o campo está aberto para tudo.  As roupas e os objetos de decoração mais populares na rede social são marcados com um logotipo do Pinterest nas lojas físicas. No Brasil, as grandes varejistas ainda têm uma presença tímida na rede social das imagens. Entre elas, os perfis mais populares são o da Lojas Renner e o da C&A, do segmento de moda, e o da Tok&Stok, de móveis e decoração.

Vale bater na tecla de que a audiência global da rede é de 100 milhões de pessoas, mas, de acordo com a consultoria Comscore, sua taxa de visitas é a mais baixa entre as grandes redes sociais.

No Brasil isso se repete pois cada usuário brazuca visita o Pinterest 2,8 vezes por mês contra:
– 4,6 por dia no Twitter e
– 20 por dia no Facebook.

Uma das estratégias no Brasil é a abertura de um escritório por aqui e adaptações do mecanismo de buscas para o português – para dar mais relevância ao conteúdo local.

Sua empresa tem o Pinterest? Melhor dar uma olhadinha com + atenção…

Com infos da Exame

Comentários Facebook

 

VOLTAR

Por Aroldo Glomb Jr.
em dentro de:
Boas Práticas, Comunicação, Internet, Tecnologia