PROCURANDO ALGO?

Qual é a importância do design para os negócios?

Data: 28 de agosto de 2014
Autor: KAKOI

loaraO formato de um produto, as cores que formam a identidade visual de uma empresa, o conceito que a empresa quer passar com seus serviços… Tudo isso envolve design. O processo envolve criação de uma marca, o seu desenvolvimento, a concepção, a elaboração e a especificação de objetos que serão produzidos e muitos outros detalhes.
Não raro, muitos consumidores compram uma marca pelo que ela apresenta – e representa – para o mercado. Claro que o design não é uma tarefa fácil e precisa de profissionais talentosos e que pensem no serviço ou produto final como um todo.

Loara Feix, designer da kakoi Comunicação, explica qual é a real importância para as empresas, indústrias e profissionais liberais de um bom trabalho de design.

“Pensando no design de maneira ampla e considerando todas as suas possibilidades e áreas de atuação, podemos dizer que a sua importância se dá por ser este o fator decisivo em empresas de sucesso”. Loara enumera que o design abrange desenvolvimento de produtos, soluções em novos materiais e a sua fabricação, serviços, embalagem, identidade visual, material gráfico e definição de conceitos a serem transmitidos ao público alvo.

Para Loara, um bom design, em conjunto com boas estratégias de marketing e posicionamento da marca, cria um impacto visual que não apenas torna o produto facilmente identificável pelo cliente, mas também estabelece com ele um contato emocional.

“Em um mercado cada vez mais competitivo, com inúmeras opções de tudo e para todos, um dos papéis do Design é estudar, desenvolver e destacar o que você tem a oferecer que te diferencia dos outros” explica a designer.

Concorrência ajuda
Um dos fatores apontado por Loara para o desenvolvimento do design e a sua criação é a concorrência. ”Se partirmos do pressuposto que todos os produtos dos concorrentes tem praticamente a mesma tecnologia, preço e desempenho, o que pode destacar a sua marca das demais? Não é milagre, nem mágica… é o Design”.
Loara explica que a criação de uma marca envolve vários processos e um deles é a análise dos concorrentes. “Existe umas série de métodos que ajudam a obter resultados fundamentais para estabelecer como você pretende se posicionar no mercado. Essas análises devem ser realizadas por profissionais experientes e que saibam adaptar os recursos disponíveis da empresa às necessidades do mercado e às metas pretendidas” explana a profissional da kakoi.

São estes estudos e resultados que possibilitam definir onde, como e porque aplicar o design em uma marca.

Chave do sucesso
O design se destaca como um dos principais fatores para o sucesso de uma empresa. Loara entende que aplicar o design de fato é algo que pode parecer simples, mas tem complexidade.

“Há muitas empresas que criam produtos ou sites ‘bonitinhos’, usam alguma tecnologia que é tendência, mas não chegam a de fato atingir e influenciar a experiência do consumidor”.

Loara entende que o design se destaca como um fator de sucesso pois tem como objetivo estabelecer qualidades multifacetadas, tanto do produto oferecido quanto do serviço prestado, por meio de soluções criativas e inovadoras. E exemplifica ainda:

“De que adianta você comprar aquele produto incrível que você queria a tanto tempo se a loja não era um ambiente interessante, você não foi bem atendido, não esclareceram suas dúvidas, após a compra você precisou de assistência técnica e não obteve, o telefone do SAC não servia pra nada e por aí vai…? No final das contas, a sua experiência foi péssima, o brilho nos olhos que você tinha antes da compra se transformou em lágrimas. Tudo é Design. Ás vezes as pessoas acham que ele está presente só no objeto, na embalagem, no material impresso, no site, mas ele é tão importante que faz o produto ser mais do que uma simples aquisição, ele é uma experiência. E o objetivo é que seja boa, não é?”

Com este exemplo, Loara deixa clara a amplitude do design e a importância de ter um profissional que siga uma metodologia e pense de maneira global no produto a ser oferecido. Ele precisa considerar os conceitos, a identidade, o estudo da tarefa, a interação, a ergonomia, a experiência do usuário, o serviço, a sustentabilidade, os materiais, o armazenamento, os sistemas, os processos, a semiótica e o mercado, dentre outros fatores.

“Tudo isso diminui, e muito, a chance de desenvolver um produto menos competitivo do que o do seu  concorrente, que considera apenas alguns desses fatores” finaliza Loara.

Sobre Loara
Loara Feix é formada em Design pela UTFPR, adora viajar e se diverte muito enquanto trabalha. Usa a sua criatividade para desenvolver a imagem dos clientes da kakoi Comunicação

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

 

VOLTAR