PROCURANDO ALGO?

Como se manter calmo para uma entrevista para a rádio ou para a televisão

Você contratou uma assessoria de imprensa que disparou várias sugestões de pautas e te chamaram para dar uma entrevista ao vivo na televisão. Sucesso!

Mais cedo ou mais tarde este tipo de situação vai acontecer e saber se portar diante de uma entrevista com a imprensa é fundamental para a sua imagem e para os resultados de sua empresa/produto/serviço.

Para algumas pessoas, o simples fato de pensar em aparecer em uma rede de televisão ou de falar em uma rádio pode parecer assustador.

Pensando nisso, o assessor de imprensa da KAKOI Comunicação, Aroldo Antonio Glomb Junior, fez um pequeno tutorial de como se portar quando acontece de uma equipe de rádio ou de televisão te chamar para uma entrevista e se manter calmo e confiante.

Regra geral
Caso você não esteja confiante para falar – normal, afinal de contas nem todos já apareceram em programas de TV e rádio –  vale treinar antes com amigos ou na frente do espelho.  Pode parecer estranho, mas se ver falando ou mesmo fazer com que seus amigos te escutem acaba ajudando na hora da gravação, ou de entrar ao vivo

Leia sobre Ferramentas de Marketing Online

Para a televisão no estúdio
– Procure chegar com uma hora de antecipação no mínimo, para evitar atrasos causados pelo trânsito
– Converse com o seu assessor de imprensa sobre qual é a melhor roupa para ir trajado. Existem cores que acabam não ficando muito bem na telinha e outras podem se confundir com o cenário (como uma camisa azul que se mescla com o fundo da mesma cor que alguns programas usam para acrescentar imagens eletronicamente, o chamado chroma key)
– O entrevistador vai perguntar sobre  o assunto pautado, por isso tenha em mente que você não vai poder usar colinhas com  os dados
– Mesmo com o assunto pré-definido, o entrevistador pode lhe perguntar sobre algum assunto afim ou com alguma relação. mas isso não é motivo de preocupação, pois sempre estará dentro da sua seara. Um veterinário que vai falar sobre vacinas poderá responder alguma coisa sobre cuidados com higiene, mas dificilmente sobre adestramento.  Em todo caso, a equipe da televisão sempre vai conversar com o assessor de imprensa sobre temas que poderão ser abordados
– Procure olhar alternadamente para o entrevistador e para a câmera que ele indicar. Isso sempre vai passar um ar mais dinâmico para quem está assistindo em casa
– Caso tenha alguma coisa que posa ser mostrada e estiver dentro da linha editorial do jornal, vale a pena levar. Por exemplo, um médico com um novo aparelho portátil que mede pressão pode tranquilamente levar este aparato até o estúdio para – claro, de maneira previamente combinada com a equipe de estúdio. O assessor de imprensa geralmente faz esta ponte

Leia sobre Público Alvo

Para a televisão com equipe de reportagem 
– Se o telejornal vai mandar uma equipe até você, o seu assessor de imprensa vai cuidar dos horários, locais, etc.
– O trânsito pode atrapalhar a questão de horário. Separe uma margem de tempo para contratempos que podem acontecer
– Televisão é visual e eles vão fazer imagens de todo o ambiente. Deixe ele o mais organizado possível e com destaque para o que será mostrado. Por exemplo, um dono de restaurante que vai mostrar uma nova receita pode, de antemão, deixar o prato novo já preparado ao mesmo tempo em que mostra como se faz esta nova criação
– A equipe vai conversar com você antes de começar a gravar, mas eles já sabem de tudo o que vão conversar. Esta conversa, que pode ser acompanhada do assessor de imprensa ou não, serve apenas para marcar onde as cenas serão gravadas, se tem algo diferente que possa ser mostrado também, etc

Leia sobre La Casa de Papel e suas Lições de Comunicação

Para a televisão entrando ao vivo da rua 
– Novamente, procure chegar uma hora antes para evitar atrasos
– O assessor de imprensa vai te acompanhar e assessorar antes de você falar ao vivo. O repórter também vai conversar contigo para pegar mais informações – e te deixar mais a vontade, claro
– Ao vivo, tudo pode acontecer. Desde uma chuva forte repentina  até algum maluco aparecer e gritar na frente da câmera. Esteja preparado para situações inusitadas que não aconteceria em um estúdio controlado. Se alguém atravessa a entrevista com berros, cartazes ou qualquer outra situação parecida, ignore o ocorrido e siga normalmente.  Nestes casos (que, por sorte, são raros) o próprio jornalista que está te entrevistando sabe como agir
– Entradas ao vivo acontecem durante  o telejornal, por isso é normal que marquem a entrevista para (por exemplo) 13 horas, mas você entrar de fato para falar 13h30. Isso acontece pois o jornal é ao vivo e muitas coisas vão acontecendo ao longo da apresentação. Isso é normal.  Separe um horário na sua agenda para não ficar com o tempo apertado para outros compromissos
– A sua participação ao vivo pode ser tanto para comentar uma matéria que será exibida para você comentar  ou para você ser entrevistado pelo apresentador em estúdio. Nos dois casos, é o assessor de imprensa  quem vai te orientar em como responder

Leia sobre 10 Dicas de Ouro para Redes Sociais

1024px-Studio_rmf_classicPara uma rádio
– Veja com o seu assessor de imprensa a melhor hora para conversar com a rádio e marque o horário na sua agenda. Procure estar sem nenhum compromisso em horários muito próximos já que imprevistos acontecem – do seu lado e do lado da rádio também
– Tenha sempre uma linha telefônica disponível. Se puder ter duas melhor ainda, pois muitas vezes as empresas de telefonia acabam deixando o serviço um pouco irregular com quedas frequentes. Uma alternativa – dependendo da rádio – é usar  o Skype ou algum outro app de comunicação instantânea
– A entrevista pode ser gravada para ser utilizada em outro dia e horário, porém muitas acontecem ao vivo. Nos dois casos, tenha em mãos todas as informações em um papel de maneira mais fácil de encontrar caso necessário (números, etc)
– Nas entrevistas gravadas, o ideal é falar muito já que a equipe da rádio estará gravando e poderá editar as partes que mais lhe interessarem
– Nas entrevistas ao vivo, o ideal é ser o mais coeso possível
– Pronuncie cada letra sem pressa respeitando o seu ritmo. Encare como uma conversa e tenha em mente que gírias e palavras cortadas acabam prejudicando o resultado final para os ouvintes
– Se tiver que ir ao estúdio, procure chegar com uma hora de antecipação para evitar que o trânsito atrase a sua chegada

Foto interna: Studio Rmf Classic Wikimedia

Comentários Facebook

 

VOLTAR

Por KAKOI
em dentro de:
Assessoria de Imprensa, Boas Práticas, Clientes